NOTÍCIA

Vale a pena continuar contribuindo após a Reforma?


São tantas notícias ruins (inclusão de idade mínima, aumento de contribuição, redução de benefícios, nova fórmula de cálculo, regras de transição) que o trabalhado fica em dúvida se vale a pena continuar contribuindo para a Previdência Social.


Alguns trabalhadores não têm escolha. O fato de serem empregados ou prestadores de serviços o desconto é na fonte.


Quem pode escolher: pagar ou não?


Existem várias espécies de contribuintes na Previdência Social, mas podemos dividi-los, apenas para ser didático na explicação, em três grupos: os facultativos (que pagam o INSS se quiserem), os empregados e os trabalhadores por conta própria (que são obrigados a pagar).


O empregado não tem escolha porque o desconto da contribuição previdenciária é no holerite.


O trabalhador por conta própria também não tem escolha. Se não pagar, a Receita pode autuá-lo e aí vai ter que pagar com juros, correção monetária e multa.


Então somente o desempregado, que é o segurado facultativo, é que pode escolher.

Tags: aposentadoria, inss, previdência social, reforma da previdência, Hilário Bocchi Junior

Aposentfácil 2019 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: TECLABS